Fechar
Mais Pedidas - Jun/2014
Thalles
Não se afaste de mim
Oficina G3
O Encontro
Eliezer de Tarsis
Filho Meu
Anderson Freire
Raridade
Soraya Moraes
Cadeias Quebrar
Encontro no Divã
Voando apesar do Medo

Mensagem do Dia
O Caminho para um dia feliz

Palavra do Dia
Paz




Jornal narra caso de “ex-ex-gay” para criticar decisão da Justiça sobre atendimento a homossexuais egodistônicos

A polêmica levantada na sociedade por conta de uma abordagem parcial por parte da mídia a respeito da decisão da Justiça em conceder autorização a pessoas homossexuais com distúrbio de egodistonia a liberdade de procurarem auxílio psicológico junto a profissionais, fez surgir histórias peculiares e opostas de pessoas com diferentes visões a respeito do assunto. O mestre em saúde Claudemiro Soares, 43 anos, um dos envolvidos na ação popular que resultou na decisão da Justiça que concedeu o direito à liberdade de atendimento a homossexuais em busca de orientação a respeito da sexualidade, relatou sua história de vida à jornalista

Marisa Lobo e Marco Feliciano debaterão a “cura gay” no Superpop

A polêmica da falsa “cura-gay” será debatida na noite desta segunda-feira, 25 de setembro, no programa Superpop, da RedeTV!, com a participação do pastor e deputado federal Marco Feliciano (PSC-SP) e da psicóloga Marisa Lobo. O debate vai levantar a questão se a decisão da Justiça contra a interpretação praticada pela direção do Conselho Federal de Psicologia (CFP) caracteriza a imposição de uma “cura gay”, como tem sido alardeado pela quase totalidade de imprensa brasileira. Marisa Lobo e Marco Feliciano vão expor, a partir das 22h45, o ponto de vista do grupo de psicólogos que abriu a Ação Popular, apontando

Com 500 anos de prisão a cumprir, vida de detento se transforma após conversão e Justiça lhe concede liberdade

Um homem condenado a 500 anos de prisão por crimes diversos experimentou um verdadeiro milagre em sua vida ao tomar conhecimento da mensagem do Evangelho. Embora pareça improvável, acatar os ensinamentos de Jesus abriu a possibilidade de liberdade para o preso que jamais imaginou sair da cadeia. Ron Adkins foi condenado em 1997 a 500 anos de prisão, já que pegou 99 anos de pena para cada um dos cinco crimes dos quais era acusado, e, posteriormente, recebeu mais cinco anos de sentença por portar um telefone celular não autorizado. De acordo com informações do portal Charisma News, esse cenário
Nome:

Cidade:

E-mail:

Nome cantor - nome música:

©2010 - Todos os direitos reservados
Av. Paraná, 242 20º Andar
Maringá - Paraná - Brasil
Fone +55 44 2101.0001
Fax +55 44 2101.0002